Série “Antigos Pensamentos” – 18/01/2010 – Isaac Newton era mesmo o cara…

Isaac Newton era mesmo o cara…

Isaac Newton nasceu em Londres, no ano de 1643, e viveu até o ano de 1727. Cientista, químico, físico, mecânico e matemático, trabalhou junto com Leibniz na elaboração do cálculo infinitesimal. Durante sua trajetória, ele descobriu várias leis da física, entre elas, a lei da gravidade, mas o que torna ele “O Cara”, é que a física não seria nada sem as 3 leis de Newton… neste ponto você deve estar se perguntando: “Mas o blog não é sobre relacionamentos, por que o Tio Lobo está falando de física?”,  vou explicar, hoje enquanto eu fazia minha peregrinação para o trabalho, tive a infelicidade do meu Mp3 Player ficar sem bateria, e fui forçado, e quando eu digo forçado afirmo isso porque a perua falava tão alto no celular que eu acho que até o motorista sentado ao lado do motor no ônibus podia ouvi-la, e ela com tom emotivo na voz falava: “Não é benhê, eu acho que ele não me quer mais, acho que chegamos a crise dos 7 anos…”, neste ponto da conversa quase comecei a rir sozinho… Não existe esta palhaçada de crise dos 7, dos 10, dos 15, agente não ta falando da economia americana e sim de relacionamento… e agora vem onde Newton acertou não só sobre a física entre os corpos, mas também na física nos relacionamentos!

A primeira Lei de Newton diz: Corpus omne perseverare in statu suo quiescendi vel movendi uniformiter in directum, nisi quatenus a viribus impressis cogitur statum illum mutare, ou em bom português: Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele.

O que Sir Isaac Newton não sabia é que isso se aplica aos relacionamentos, um relacionamento que está em inércia está destinado a ir em linha reta para o término, por que? Porque mudanças e adaptações são necessárias, e Newton acertou novamente quando disse que ele tem que ser forçado a mudar, porque a rotina mata um relacionamento, a rotina mata a convivência de um casal, e depois de algum tempo a convivência mata a cumplicidade do casal, eles passam a não discutir mais os problemas e os problemas caem na inércia, e ficam maiores até que um belo dia você se pega pensando por que ainda está com aquela pessoa sendo que ela para você parece um(a) total estranho.

E agora vem a conclusão crianças do Titio Lobo, nunca deixe seu parceiro se tornar um estranho, a conversa previne a rotina, e quando eu digo conversar eu falo de falar não discutir, lembrem-se que caso haja um problema vocês tem que fazer “força” ao invés de deixá-lo cair na inércia.

“Ignorar um problema o torna maior, ignorar alguém o torna um estranho, fazer as duas coisas ao mesmo tempo é começar um divórcio.” – Philippe Carvalho

Anúncios

2 comentários sobre “Série “Antigos Pensamentos” – 18/01/2010 – Isaac Newton era mesmo o cara…

  1. Gostei do Post Phiiii! Que saudades de física! :/
    haha
    Er… não quero ser chata, mas eu aaacho que na penultima linha deveria ser ‘…lembrem-se que caso haja…’
    =D
    Comentários construtivos \o/ huhuh

    Saudades de vc!!

    Beeeijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s